Já fez suas metas de ano novo? A gente te ajuda!

Este texto tem coautoria de Vinicius Barros, administrador por formação e curioso nato, o que lhe rende ainda os títulos de cineasta, programador web, helpdesk e conhecedor de variados assuntos, como pecuária, gatos, psicologia, arquitetura sustentável etc, etc. À parte isso, ele é o Vini, meu namorado lindo ❤

***

Penúltimo dia do ano e talvez você já tenha pensado nos planos para o ano que virá, nas mudanças que quer fazer na vida, se o dólar vai baixar, se a crise vai passar, na dieta que vai fazer, o quanto quer ficar rico etc.

E o que muita gente faz (inclusive eu) é isso, apenas pensa e fala o que vai fazer ou quer, mas não pensa em COMO vai alcançar. É preciso ter claro o que deseja, analisar as condições, fazer um plano e estruturar uma boa meta.

Antes de mais nada, vamos diferenciar objetivo de meta:

Objetivo: é o ponto final, aquilo que você quer conquistar ou onde quer chegar e, a princípio, não tem prazo. É preciso pensar que um objetivo é algo que você realmente quer e faz todo o sentido do mundo pra você. Exemplo: casar, fazer uma faculdade, mudar de emprego, ficar rico. Mas só dizer isso é muito abrangente, então precisamos de uma…

Meta: é um passo a passo detalhado para se alcançar um objetivo, definido dentro de um prazo. Você pode criar diferentes metas, menores, para um mesmo objetivo, dependendo da sua necessidade. Exemplo: se você quer ficar rico, precisa definir quão rico: ter 1 milhão de reais? Um milhão de dólares? Aí tem que pensar em poupar X reais por mês, buscar meios de investimentos e, talvez, conseguir renda passiva, um dinheiro que entra na sua conta sem que você precise trabalhar (como ter casas alugadas).

Assim, quando você alcançar as metas, realizará seus objetivos \o/

Nossa!, mas é muita coisa pra pensar! Sim, é, e pensar às vezes cansa, mas só assim você terá mais chances de conseguir o que quer. Mas, como dissemos, a gente te ajuda a elaborar uma boa meta! 😉 E uma meta só é boa — e uma meta de fato — se for SMART (esperto, do inglês).

Meta Smart é um método de planejamento para se alcançar o que quer. Não se sabe exatamente quem o criou, mas há referências em trabalhos de vários autores que diziam haver um jeito esperto de traçar objetivos, como indica o texto deste link (em inglês). Mas, geralmente, é Peter Drucker quem leva o crédito, um escritor, professor e consultor administrativo que desenvolveu, entre outros, o conceito de gestão por objetivos.

Esse método é encontrado em vários sites, principalmente ligados a corporações, vendas, marketing, mas pode ser usado na vida, no amor, nas amizades, enfim, em qualquer situação.

SMART é um acrônimo para o que uma boa meta precisa ser. Vamos explicar melhor num exemplo prático, supondo que nosso objetivo é perder percentual de gordura (um objetivo real meu e do Vini, aliás).

Então, uma meta precisa ser:
Specific (específica) – perder percentual de gordura
Metas devem ser objetivas, sem deixar dúvidas sobre o que se quer. Por isso usamos o termo “percentual de gordura” em vez de “emagrecer”, porque podemos emagrecer apenas perdendo músculo e a indesejada gordura continuar lá. Assim, a meta é melhor compreendida e, portanto, tem maior chance de ser cumprida.

Mensurable (mensurável) – de 10 a 15% de gordura corporal
Como saber se a meta já foi atingida? Pra isso, precisamos quantificar, ou seja, medir de alguma forma os resultados que queremos. Se hoje eu peso 100kg e tenho 25% de gordura (exemplo, ok?), então, para atingir meu objetivo sem ganhar nem perder massa magra (músculo), preciso eliminar de 12 a 16kg de gordura.

Attainable (alcançável) – saúde, disposição para exercícios, pagar nutricionista e/ou personal
Defina objetivos compatíveis com sua realidade e pense em como atingi-los. No caso em questão, precisamos ver se perder de 10 a 15% de gordura é possível para nosso biotipo. Se eu tiver algum problema de saúde, como hipotiroidismo, talvez não seja possível alcançar, muito menos manter, essa meta. Podemos consultar médicos, nutricionistas e, quem sabe, um psicólogo. Um personal ou academia ajudaria muito se puder pagar. Metas devem ser desafiadoras e, ao mesmo tempo, motivadoras e viáveis; caso contrário, podem gerar frustrações e prejudicar o alcance dos objetivos.

Relevant (relevante) – elevar a autoestima, melhorar a saúde
O objetivo te faz se sentir bem? Você fica feliz e empolgado quando pensa nele? Siga em frente! Uma meta fica ainda melhor quando está ligada a um propósito de vida, algo que te realiza. Perder gordura vai nos levar ao sentimento de realização, que paga todo e qualquer preço pelo caminho percorrido. Vale a pena? Então vamos!

Time based (baseada no tempo, ou seja, tem prazo) –  8 meses
Toda meta tem que ter um prazo para ser concluída, porque assim a gente estabelece prioridades e tem em mente que precisamos nos esforçar para realizar todas as ações a tempo. No caso, não adianta querer perder 12-16kg de gordura em 2 semanas ou 1 mês. Prazo de 10 anos também não vale! Precisa ser um tempo razoável, interessante e desafiador, então vamos definir nosso prazo para 8 meses.

Agora uma dica importante nesse processo:

Pé no chão!


Sejamos realistas e não vamos definir metas que não conseguiremos alcançar. Isso pode ser nosso mecanismo de auto sabotagem funcionando a pleno vapor. Quanto mais simples conseguirmos manter nossa meta, melhor ela será.

Certo, agora temos uma Meta Smart:

Perder percentual de gordura, entre 10% e 15%, pois isso vai me deixar com um físico legal, vou me sentir super bem e vai aumentar minha autoestima. Farei isso em 8 meses com ajuda de médicos, nutricionistas e personal trainer.

Maravilha! Agora tudo vai dar certo no próximo ano, certo? Errado! É muito, mas muito fácil esquecer nossas metas ou se perder no meio do caminho. Então, aqui vai mais uma dica simples baseada em outro conceito de administração: Kanban!

Essa palavra, que parece de mágica, é um método de otimização para realizar tarefas. A forma mais simples ultiliza um quadro dividido em três partes: Pendentes, Fazendo e Concluídas. Dentro dessas subdivisões, colocamos nossa meta e as tarefas que devemos realizar para conclui-la.

Lembre-se: é bom dividir uma meta em mais metas smart até que tenhamos tarefas bem específicas e fáceis de realizar. Com nosso objetivo, montamos um quadro assim:

Clique para ampliar

Lindo, né?! Desse jeito, temos visível tudo o que precisamos fazer pra atingir nossa meta e podemos acompanhar o progresso e ficar feliz vendo que o campo de coisas feitas está ficando cada vez mais cheio. E pra fazer um desses, você não precisa de super investimentos, post-its na parede já resolvem ou dá pra usar uma das inúmeras ferramentas online. O segredo é deixar em um lugar que você sempre veja, assim não esquece na gaveta ou numa pasta do computador.

Sabendo disso, espero que a partir de agora vocês possam pensar melhor no que querem, definir prioridades e traçar boas metas, de fato, para 2017 e sempre. E se você gostou de tudo que leu e acha que vai te ajudar, por favor, não deixe de compartilhar com os amigos porque, afinal, coisa boa tem que ser multiplicada :)

Boas festas e um 2017 incrível e cheio de amor pra vocês!

Siga, curta, compartilhe:
Facebook
Google+
http://ludihonorato.com.br/ja-fez-suas-metas-de-ano-novo/